Aprender a não viver pecando

1 João 3

9 Aquele que é nascido de Deus não peca habitualmente; porque a semente de Deus permanece nele, e não pode continuar no pecado, porque é nascido de Deus.

Lógico que pecamos e se dissermos que não pecamos, mentimos, mas é certo que aquele que recebeu o selo de Jesus, que é o Espírito Santo, não vive pecando e quanto mais caminhar neste caminho, mais deixará o pecado.

 

Para entender sobre isto iremos estudar a carta aos Hebreus, capítulo 10, do versículo 1 ao 32.

Hebreus 10

1 Porque a lei, tendo a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, não pode nunca, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem de ano em ano, aperfeiçoar os que se chegam a Deus.
2 Doutra maneira, não teriam deixado de ser oferecidos? pois tendo sido uma vez purificados os que prestavam o culto, nunca mais teriam consciência de pecado.
3 Mas nesses sacrifícios cada ano se faz recordação dos pecados,
4 porque é impossível que o sangue de touros e de bodes tire pecados.

A Lei (as Escrituras, a Bíblia) sozinha não é capaz de tirar o pecado  do homem, se fosse capaz na antiguidade, antes do sacrifício de Jesus, ao realizarem os sacrifícios de animais, não necessitaria de ano a ano sacrificar, em vista que o homem cada vez mais deixaria de cometer os mesmos pecados.

 

Mas isto não ocorria, pois repetidamente se sacrificavam os animais, pois o pecado continuava presente na vida do homem, isto é, pecava novamente e novamente, necessitava sacrificar outro animal pelo mesmo tipo de pecado.

O sacrifício de animais não pode tirar do coração do homem seus atos pecaminosos e, o conhecer as Escrituras, por si só, não tira os atos de pecados do homem.

 

As Escrituras servem para mostrar o pecado, nos fazer ter consciência dele, mas é ineficaz para nos fazer ter auto-controle para não pecar.

Hebreus 10

5 Pelo que, entrando no mundo, diz: Sacrifício e oferta não quiseste, mas um corpo me preparaste;
6 não te deleitaste em holocaustos e oblações pelo pecado.
7 Então eu disse: Eis-me aqui (no rol do livro está escrito de mim) para fazer, ó Deus, a tua vontade.
8 Tendo dito acima: Sacrifício e ofertas e holocaustos e oblações pelo pecado não quiseste, nem neles te deleitaste (os quais se oferecem segundo a lei);
9 agora disse: Eis-me aqui para fazer a tua vontade. Ele tira o primeiro, para estabelecer o segundo.
10 É nessa vontade dele que temos sido santificados pela oferta do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez para sempre.

Do versículo 5 até 8 temos as falas de Jesus ao iniciar o seu ministério, pois agora Ele iria iniciar o seu trajeto até culminar em sua morte, em seu sacrifício,, onde Ele é um sacrifício que não necessita ser repetido, uma só vez e basta.

 

Ficará mais claro,  veja.

O sacrifício de Jesus nos faz poder receber o Espírito Santo que nos leva a pecar cada vez menos  e a ter cada vez mais o auto-controle necessário para se desviar do pecado.

Isto só é possível devido ao sacrifício de Jesus.

 

No versículo 9 vemos esta mudança. Primeiramente eram os sacrifícios de animais que, provisoriamente, encobria mas não tirava o pecado, após Jesus isto muda, agora o pecado pode ser tirado, o sacrifício não é repetido. Agora podemos ser santificados, através do sacrifício de Jesus.

 

Veja, a explicação disto continua nos versículos seguintes.

 

Hebreus 10

11 Ora, todo sacerdote se apresenta dia após dia, ministrando e oferecendo muitas vezes os mesmos sacrifícios, que nunca podem tirar pecados;
12 mas este, havendo oferecido um único sacrifício pelos pecados, assentou-se para sempre à direita de Deus,
13 daí por diante esperando, até que os seus inimigos sejam postos por escabelo de seus pés.
14 Pois com uma só oferta tem aperfeiçoado para sempre os que estão sendo santificados.

Para não ficar dúvidas sobre o trabalhar do Espírito Santo que, somente depois de sua morte, ressurreição e glorificação Jesus poderia mandar, veja os próximos versículos.

Hebreus 10

15 E o Espírito Santo também no-lo testifica, porque depois de haver dito:
16 Este é o pacto que farei com eles depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, e as escreverei em seu entendimento; acrescenta:
17 E não me lembrarei mais de seus pecados e de suas iniqüidades.
18 Ora, onde há remissão destes, não há mais oferta pelo pecado.

 

Em Provérbios capítulo 28, versículo 13 diz que aquele que confessa os seus pecados e os abandona, alcança a misericórdia. É o Espírito Santo que nos convence para confessar e é Ele que nos leva a ter auto-controle para abandonar o pecado, deixar de cometer aquele pecado.

Na antiguidade os sacrifícios eram periódicos e repetidos, pois se pecava novamente e novamente e novamente, mas após o sacrifício de Jesus e entendermos isto, acontece o que se fala em João capítulo 1, versículo 12, temos o poder (pelo Espírito Santo) de nos tornar (se transformar pela santificação) filhos de Deus.

 

Agora continuando a partir do versículo 26 temos advertências sérias para não brincarmos com isto.

Hebreus 10

26 Porque se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados,
27 mas uma expectação terrível de juízo, e um ardor de fogo que há de devorar os adversários.
28 Havendo alguém rejeitado a lei de Moisés, morre sem misericórdia, pela palavra de duas ou três testemunhas;
29 de quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue do pacto, com que foi santificado, e ultrajar ao Espírito da graça?

Na antiguidade, se pecasse deliberadamente, através de testemunhas se morria sem a misericórdia, não adiantava mais realizar os sacrifícios.

Bem, agora não se precisa de testemunhas temos o próprio Espírito Santo no nosso interior, se o negligenciarmos triste futuro teremos, em vista que agora não resta nenhum sacrifício, já foi aceito o sacrifício quando entendeu e recebeu o Espírito Santo, pois é Ele e somente Ele que nos convence do pecado, da justiça e do juízo, se o ignorarmos, não resta mais nada a ser feito.

 

Devemos tomar cuidado e continuar ouvindo a voz do Senhor pelo Espírito Santo.

 

Para finalizar os dois últimos versículos nos deixa clara esta advertência.

Hebreus 10

30 Pois conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu retribuirei. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo.
31 Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo.

Por isto que temos na Bíblia em 1 Corintios capítulo 11, versículo 28, para nos examinarmos e ainda no versículo 31 nos alerta que se nos julgássemos não seria necessário sermos julgados, mas no 32 diz que somos repreendidos (julgados) pelo Senhor (pelo Espírito Santo que nos mostra o pecado que tem de ser abandonado) para não sermos condenados com o mundo que está reservado para a sua ira.

1 Corintios 11

28 Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma do pão e beba do cálice.
29 Porque quem come e bebe, come e bebe para sua própria condenação, se não discernir o corpo do Senhor.
30 Por causa disto há entre vós muitos fracos e enfermos, e muitos que dormem.
31 Mas, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados;
32 quando, porém, somos julgados pelo Senhor, somos corrigidos, para não sermos condenados com o mundo.

Por 

Serva Rosemary Gomes

Publicado por ministeriorg

Uma mulher que só encontra sentido na vida em realizar trabalhos para o Senhor, este Blog é um destes trabalhos, pois ainda tenho muitos outros trabalhos, todos destinados a adorar e a exaltar a Deus pelas suas maravilhas

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: