O cristão deve se envolver com política?

Salmo 33

12 Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor, o povo que ele escolheu para sua herança.

Já vi muitos não poucos, usarem este versículo para defenderem o fato de se envolverem com política. Mas me parece que os crentes tropeçam no português novamente. Vamos entender o que o versículo quer dizer primeiramente.

Se realizar um leitura bem atenta no Salmo 33, tendo um certo conhecimento bíblico, se consegue entender o assunto, mas não me valerei do Salmo 33 e utilizarei outros pontos da Bíblia para a nossa compreensão.

Primeiramente vamos entender como os israelitas começaram a ter um governo terrestre.

1 Samuel 8

4 Então todos os anciãos de Israel se congregaram, e vieram ter com Samuel, a Ramá,
5 e lhe disseram: Eis que já estás velho, e teus filhos não andam nos teus caminhos. Constitui-nos, pois, agora um rei para nos julgar, como o têm todas as nações.
6 Mas pareceu mal aos olhos de Samuel, quando disseram: Dá-nos um rei para nos julgar. Então Samuel orou ao Senhor.
7 Disse o Senhor a Samuel: Ouve a voz do povo em tudo quanto te dizem, pois não é a ti que têm rejeitado, porém a mim, para que eu não reine sobre eles.

O povo de Israel não era como as nações ao seu redor, as nações tinham reino (governo) humano, mas eles tinham um juiz que executava as Leis dada por Deus, logo, eram reinados (governados) por Deus. Porém chegaram em Samuel e pediram um rei humano, o rei que será levantado, o primeiro será Saul. Para Samuel, ele achou, que o povo estava o rejeitando, mas Deus disse que não, eles queriam se esquivar era do governo das Leis de Deus. Agora vejam os versículo propostos.

1 Samuel 8

9 Agora, pois, ouve a sua voz, contudo lhes protestarás solenemente, e lhes declararás qual será o modo de agir do rei que houver de reinar sobre eles.
10 Referiu, pois, Samuel todas as palavras do Senhor ao povo, que lhe havia pedido um rei,
11 e disse: Este será o modo de agir do rei que houver de reinar sobre vós: tomará os vossos filhos, e os porá sobre os seus carros, e para serem seus cavaleiros, e para correrem adiante dos seus carros;
12 e os porá por chefes de mil e chefes de cinqüenta, para lavrarem os seus campos, fazerem as suas colheitas e fabricarem as suas armas de guerra e os petrechos de seus carros.
13 Tomará as vossas filhas para perfumistas, cozinheiras e padeiras.
14 Tomará o melhor das vossas terras, das vossas vinhas e dos vossos olivais, e o dará aos seus servos.
15 Tomará o dízimo das vossas sementes e das vossas vinhas, para dar aos seus oficiais e aos seus servos.
16 Também os vossos servos e as vossas servas, e os vossos melhores mancebos, e os vossos jumentos tomará, e os empregará no seu trabalho.
17 Tomará o dízimo do vosso rebanho; e vós lhe servireis de escravos.
18 Então naquele dia clamareis por causa do vosso rei, que vós mesmos houverdes escolhido; mas o Senhor não vos ouvirá.
19 O povo, porém, não quis ouvir a voz de Samuel; e disseram: Não, mas haverá sobre nós um rei,

Eles foram devidamente avisados e até hoje os reinos (governos) corroem tudo que o povo tem para manter-se e manter os seus oficiais no poder. Os impostos são caríssimos ao qual pagamos.

Agora podemos voltar para o primeiro versículo proposto para entendermos.

Salmo 33

12 Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor, o povo que ele escolheu para sua herança.

Bem aventurada cuja nação tem Deus como Rei, como governador de sua vida, cuja delícia está em seguir as Leis de Deus que são infalíveis, pois os homens falham.

Agora vamos à questão do tema. O cristão deve se envolver com política?

Eu creio e tenho certeza que o cristão deva conhecer a política e os políticos, ele não deve ser alienado (afinal de contas ele vota, se espera que tenha sabedoria para votar), assim como deve conhecer e obedecer as leis do país em que reside, deve orar pelas autoridades constituídas.

Romanos 13

1 Toda alma esteja sujeita às autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de Deus; e as que existem foram ordenadas por Deus.
2 Por isso quem resiste à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação.
3 Porque os magistrados não são motivo de temor para os que fazem o bem, mas para os que fazem o mal. Queres tu, pois, não temer a autoridade? Faze o bem, e terás louvor dela;
4 porquanto ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador em ira contra aquele que pratica o mal.
5 Pelo que é necessário que lhe estejais sujeitos, não somente por causa da ira, mas também por causa da consciência.
6 Por esta razão também pagais tributo; porque são ministros de Deus, para atenderem a isso mesmo.
7 Dai a cada um o que lhe é devido: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra.

Finalizando agora para responder a pergunta. O cristão deve se envolver com política?

Pela clareza da Bíblia não. Pois o dinheiro (poder) corrompe o homem.

1 Timóteo 6

9 Mas os que querem tornar-se ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, as quais submergem os homens na ruína e na perdição.
10 Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.
11 Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão.
12 Peleja a boa peleja da fé, apodera-te da vida eterna, para a qual foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas.
13 Diante de Deus, que todas as coisas vivifica, e de Cristo Jesus, que perante Pôncio Pilatos deu o testemunho da boa confissão, exorto-te
14 a que guardes este mandamento sem mácula e irrepreensível até a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo;

O homem e a mulher que cuida dos assuntos de política se desviam do seu foco que é o Reino de Deus. Política é reino dos homens, governo de homens, mas nós almejamos um Reino maior, melhor e muito mais excelente, que durará para sempre. 

Porém, não devemos ser analfabetos políticos, devemos entender os fatos que acontecem à nossa volta. Pois aguardamos o fim dos tempos e a volta de Cristo.

Por 

Serva Rosemary Gomes

%d blogueiros gostam disto: