Obediência e aceitar os desígnios de Deus

MATEUS 26

39 E adiantando-se um pouco, prostrou-se com o rosto em terra e orou, dizendo: Meu Pai, se é possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.

Aqui vemos o pedido de Jesus e sabemos o quanto estava sofrendo pelo que viria ocorrer com Ele, pois vemos o seguinte em

LUCAS 22

44 E, posto em agonia, orava mais intensamente; e o seu suor tornou-se como grandes gotas de sangue, que caíam sobre o chão.

Jesus estava em agonia em ver os desígnios de Deus estabelecidos para Ele.

Jesus teria de ser preso, escarnecido, espancado, chicoteado para então ainda ter uma morte de cruz; tudo isto em obediência para cumprir com a Palavra e ser o Intercessor, o Mediador entre Deus e os homens e o Salvador de toda a humanidade.

A pergunta que fica para nós é. Nós aceitamos os desígnios de Deus ou, murmuramos e blasfemamos contra Ele quando algo não sai favorável como queríamos?

Será que ao perdermos um ente querido, ou sermos abatidos por uma doença grave, não questionamos os desígnios estabelecidos por Deus?

Nós vemos que, mesmo estando em agonia, Jesus deixou claro para Deus que, mesmo sabendo do sofrimento que Deus permitiria que Ele sofresse, que as vontades de Deus devem ser estabelecidas tanto nos céus quanto na Terra.

Isto é confiar em Deus, isto é aceitar as vontades de Deus para nossas vidas.

Ou será que temos questionado o porque de certa situação financeira não ser tão boa quanto achamos que merecíamos? A falta de uma casa própria, um carro, um celular…

Ou ainda, será que não murmuramos devido a certa condição física não ser conforme esperamos? Talvez uma doença inesperada, uma certa condição física que nos impede de andar, falar…

Devemos aprender com Jesus que, esta vida aqui na Terra é passageira e que, mais importante que qualquer coisa é, confiar, acreditar e acima de tudo, aceitar os desígnios de Deus, pois, Ele com certeza sabe o que está fazendo.

Jesus realmente sofreu muito, mas hoje não há outro nome sobre o nome dEle. Jesus pediu ao Pai, achando que o melhor naquela hora seria ser livre do sofrimento que viria, talvez crendo que não suportaria, mas, foi exatamente isto que o glorificou, o exaltou e todas as coisas foram entregues a Ele, pois Venceu Eternamente.

Shalom

 

//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

%d blogueiros gostam disto: