Cristo vive em ti ?

GÁLATAS 2

20 Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé no filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.

Muitos dizem que Cristo vive nele, que sua carne já foi crucificada com Cristo, mas vamos ver qual o tamanho do comprometimento deste verso?

Viver a vida de Cristo e não viver a vida na carne – é diariamente, constantemente, ter ações que testemunhem isto.

Nossas vontades tem de se anularem, para prevalecer as vontades de Deus. Viver para Deus é – todas as nossas ações testemunharem a vida de Deus.

No trabalho, na escola, na igreja, em casa, andando na rua, através de nossa forma de falar, vestir, olhar e pensar.

Corpo, alma e espírito tem de estar constantemente ligados ao Senhor, para que possamos não nos esquecer que todas as nossas atitudes podem o desagradar ou o agradar,  e viver para Ele é agradá-lO em todo o tempo.

Podemos já de imediato dizer que para nós isto é impossível.

Por isto é mediante a fé. A fé de que Deus vê e contempla o nosso esforço, a nossa vontade, e pela sua grande misericórdia recebemos a sua graça.

Não conseguimos ser perfeitos como nos convinha. Sermos completamente santos como nosso Pai. Mas Ele como um Pai amoroso, terno, misericordioso, enxerga o nosso coração.

E um coração que reconhece ter a vontade de agradar ao Pai, conquista o coração dEle.

Glórias a Deus que, as suas misericórdias se renovam a cada manhã e não nos é imputado a dívida do dia anterior, pois, como poderíamos nos acertar com o Senhor sendo tão imperfeitos e devedores todos os dias?

Que busquemos viver a vida de Cristo em nosso viver e o Pai jamais deixará de exercer a sua misericórdia para conosco.

Pois um coração contrito vale mais que sacrifícios de bois e bezerros.

Davi sabia disto, reconhecia sua falha em conseguir agradar ao Pai, embora desejasse isto. Por isto ele foi um homem segundo o coração de Deus.

Shalom

//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

 

%d blogueiros gostam disto: